Minha Escolha:
Procure por Tag:
Nenhum tag.
Fique a Par:

Receita de tagliatelle com camarões

Hora do almoço chegando e fico só pensando em comida. Bem agora recebi do Manuel Luz, sommelier da Sonoma (www.sonoma.com.br), uma receita de tagliatelle e ele sugere os vinhos que melhor combinam com o prato.

A maioria dos cozinheiros de primeira viagem acham que preparar pratos com camarão é praticamente um trabalho para chefs de cozinha. Harmonizar o jantar então, nem pensar. O Manuel Luz garante que com uma boa receita e dicas práticas de harmonização, qualquer um pode receber os amigos em casa com um belo jantar harmonizado.

Ingredientes

260 gr de camarão

260 gr de tagliatelle de manjericão

azeitonas pretas

3 colheres (sopa) de salsa picada

sumo de 1/2 limão

4 colheres (sopa) de azeite

4 dentes de alho picados

pimenta a gosto

sal o quanto baste

Modo de Preparo

Cozinhe a massa por aproximadamente 4 minutos

Lave e enxugue bem os camarões

Cozinhe a massa al dente em água fervente com sal e um fio de azeite

Aqueça 2 colheres de azeite

Quando estiver bem quente junte os camarões e frite-os, mexendo com um garfo de madeira, até ficarem rosados

Regue com o sumo de limão e ferva até evaporar. Tudo no fogo alto, para não deixar com textura "borracha".

Numa caçarola, aqueça o restante azeite e doure o alho picado

Junte os camarões, as azeitonas, a salsa e tempere. Misture com a massa e sirva

Harmonização

Manuel garante que os vinhos brancos são a melhor sugestão para harmonização com crustáceos. O Roberto Sarotto "Aurora" Gavi DOCG 2016 é um exemplo disso: belíssima expressão de Gavi, o vinho branco ícone da região do Piemonte mostra aromas de peras cristalizadas, pêssegos frescos, frutas cítricas e flores como o jacinto. É uma ótima opção para refrescar em um dia de calor!

Outra sugestão é o Anselmann Riesling Trocken 2015. Conhecida por sua mineralidade e sabor seco com uma pontinha de doçura, a Riesling encanta degustadores no mundo todo. Este é o vinho perfeito para camarões na manteiga, prato à base de trufas brancas, molhos cremosos à base de manteiga, ou, para surpreender, alimentos salgados como presunto cru e peixe na brasa.

Por fim, temos o Albert Ponnelle Pouilly-Fuissé Vieilles Vignes 2014. O De Pouilly-Fuissé vem algumas das mais complexas expressões de Chardonnay do mundo. Este foi feito por um dos pequenos produtores mais respeitados da Borgonha. Para quem procura um Chardonnay de altíssima qualidade, este um bom meio termo entre os minerais e sutís Chablis e os opulentos e frutados versões da Napa Valley. Em boca, é cheio de personalidade, com fruta madura, abacaxi e maçã e nectarina.